Meu nome é João Batista Ferre Cid, nasci em Niterói no dia 21 de dezembro de 1957. Acredito que minha herança espiritual originou-se dos meus avós paternos, maternos e vidas passadas. Aos 10 anos de idade, brincava sentado ao chão, aos pés de minha mãe que costurava, quando incorporei um vovô, chamado pai Joaquim da Cachoeira. Naquele momento, começou minha caminhada nas estradas da espiritualidade.

Frequentei alguns centros espíritas, conheci alguns barracões de candomblé, onde aprendi a respeitar e estudar seus fundamentos.

Muito agradeço à Maçonaria, lá aprendi a vencer as vaidades e conheci o espírito de união entre os irmãos.

Quando morei em Angola, África, conheci algumas províncias, assisti por vezes como cuidam de seus Orixás, há milênios. Estava muito bem, prestando consultoria a uma empresa de Luanda, um ótimo salário, com carro e moradia. Após seis meses, meus mentores começaram a se comunicar e ordenaram que voltasse ao Brasil, para fundar o Templo Gota de Luz. Para tanto, deveria ir a um garimpo e trazer de lá cristais de quartzo brancos e virgens, para que assim fosse construída a mandala de cristais, um portal de luz entre o plano físico e os planos espirituais, iluminados pela luz divina.

Hoje, recebo pessoas no Templo Gota de Luz, fundado com as orientações do mestre oriente Savarrek, meu mentor espiritual Ezequiel, o cigano Steffano Marrany e iluminado por todos os mestres ascensionais.

Psicógrafo pelas mãos do mentor Ezequiel, que é um irmão iluminado, suas mensagens sempre nos mostram o caminho de luz divina, trilhado por caridade, amor ao próximo e união entre os irmãos.

No Templo Gota de Luz, mesclamos vários conhecimentos, para que possamos ajudar irmãos e irmãs a encontrarem o caminho da luz.

Hoje moro em Brasilia e divido meu tempo entre a capital e Niterói, orientando também alguns irmãos de vários estados do Brasil e alguns deles de países como Portugal, Espanha e França.

O livro Uma Gota de Luz mostra que a morte é do corpo físico, e não do espírito, este se eleva ao seu plano espiritual de merecimento, portanto, caro leitor, comece a trilhar um caminho de paz, amor a si e ao próximo.

joao-batista

Uma mensagem psicografada que nunca esqueço

Certa vez, passando pelo jardim do eterno, avistei um senhor que falava sozinho, e lhe perguntei: o que foi meu irmão  posso ajudar? Ele olhou para mim e disse. Meu nome é Paulo preciso evoluir meus conhecimentos espirituais rapidamente, pois quero ajudar meus irmãos que estavam chegando.  Na terra não aprendi nada de espiritualidade e não sei nem o que falar e muito menos o que fazer, na terra só pensava em ganhar dinheiro, não tinha tempo para mais nada, boa parte da minha vida ganhei muito dinheiro, outra gastei com médicos, enfermeiros,  e tratamentos, pensei que era imortal e que o meu dinheiro  e os meus conhecimentos pudessem ter algum valor aqui, que bobagem nem uma moeda podemos trazer, agora que fui resgatado da parte escura e aprendi tardiamente que a moeda aqui é o amor ao próximo a caridade e a espiritualidade que  desenvolvemos na nossa encarnação passada, e aqui vou evoluir e aprender  cada vez mais, para que possa ajudar aos   irmãos que  chegam.

Então lhe dei um forte abraço e disse: Meu irmão, eu sei que te passas um longo tempo do lado escuro, para fazer o desapego material e se arrepender dos erros cometidos, mas agora só depende de você estude e escute todos os mestres, abra o seu coração e rapidamente terá a sua evolução espiritual, nunca esquecendo de agradecer ao criador e aos mestres o perdão concedido e o seu resgate, então me despedi, fique em paz, meu irmão.

Hoje o Paulo faz parte do grupo de encaminhamento, e recebe muitos irmãos que aqui chegam, hoje é um homem rico na espiritualidade e feliz na caridade.

Filho nunca se esqueça que o copo fica,mais a água que bebeste saciou  sua sede, hidratou seu corpo ,a matéria e o material ficam e a espiritualidade  alimentará seu espírito e iluminará sua alma  para sempre no eterno.

Fique em paz.